terça-feira, 11 de dezembro de 2012

domingo, 28 de outubro de 2012

WORKSHOP RAKÚ








a dança dos 4 elementos:
terra, água, ar, fogo

Forno de cozedura cerâmica em Rakú, uma técnica de origem Japonesa, ligada ao ritual da cerimónia do chá.
No sec. XVI, os mestres do chá, influenciados pela filosofia Budista do Zen, sentiram-se seduzidos por este tipo de cerâmica, simples e ligado à natureza.
O Rakú, no seu significado, está ligado a noções do belo, de conforto e de prazer.

DESCRIÇÂO

O Workshop de Cozedura Rakú tem como objetivo partilhar com os participantes esta tradição milenar:
Na execução de peças dentro deste princípio Zen e sua decoração.
Na cozedura em forno próprio que origina efeitos e cores únicas em cada peça.
Esta experiência proporciona ao participante sensações de prazer e paz.

DESTINATÁRIOS

Este workshop é dirigido a todas as pessoas de todas as idades e não requer prática de técnicas de cerâmica.

 

Cozedura Rakú

Dia 10 de Novembro das 15:00 às 19:00 horas 

Explicação sobre técnicas de pintura e efeitos da cozedura.

Pintura das peças e cozedura.

As peças serão levadas para casa pelos seus autores.


Nota: Inscrição até dia 8 de Novembro



PREÇOS
25€ este valor inclui duas peças para serem pintada e cozida no forno.


Desconto de 30% para famílias ou grupos de 4 pessoas ou mais.
 INSCRIÇÕES e CONTACTOS 
A realizar no atelier de Alice Diniz,
Avenida Combatentes G.G., 129 D- Algés. Lisboa

Inscrição 50% valor para:
NIB 003300000003394107705,  Alice Diniz Heitor
confirmar transferência para:
 alicedinizz@gmail.com

alicediniz-ceramica.blogspot.pt
tel. 962360066







terça-feira, 21 de agosto de 2012

Amélia

Amélia, amiga da Amália que ganhou um nobre espaço para ficar!!!

A mágia da imagem

"Assim é como eu te imagino trabalhando!" me diz a minha amiga Mindei ao me enviar esta foto tão fantasticamente trabalhada.
Gosto muito desta mágia que ela envolve no meu trabalho. Obrigada Mindei!

Candeeiro


Posted by Picasa

O anjo que perdeu as asas



Todos os planos e energias diziam que ia ser um grande anjo. Grande do meu tamanho!
Não que eu seja muito grande, mas não era eu, era um anjo
mas quando chegou às asas, ele não as quis vestir...tentei de várias formas
tentei e pensei muito em como tentar
mas o que resultou vou ganhar um decote feminino no seu meio lado de mulher
e uma cabeça que sendo homem e mulher ao mesmo tempo, são
o anjo sem asas que trazemos dentro de nós